A quarta revolução industrial está em seu auge, e o uso do BI está crescendo, saiba mais sobre o uso desses recursos!

A Indústria 4.0, apesar de conceituada há pelo menos uma década, ganhou muita força nos últimos anos, principalmente com o avanço da tecnologia.

Empresas do mundo todo buscam formas de qualificar e melhorar seus processos, e a consequência disso, é a criação de ferramentas inteligentes, como recursos gerenciadores de informações, como o Business Intelligence, por exemplo.

A quarta revolução industrial traz inúmeras mudanças que buscam a potencialização das receitas e o aumento de lucro para as organizações, além disso, garante um maior proveito de seus recursos, sem deixar de lado o fortalecimento das ferramentas utilizada pelos colaboradores.

Mas como falar sobre a Indústria 4.0 sem entender como chegamos até aqui, confira quais foram as principais mudanças em cada uma das revoluções.

Primeira Revolução Industrial (1760-1850)

O pioneirismo inglês se destaca nesta primeira etapa da revolução industrial. Isso vem pelo poder financeiro da burguesia inglesa, que para melhorar seus resultados, financiou novas formas de produção. Uma das principais características da primeira revolução, foi a mudança no processo produtivo.

Antes, realizado por artesões, homens, mulheres e crianças, trouxe para si um novo tipo de processo, fazendo com que os sujeitos da ação não precisassem participar de todas as etapas, mas de apenas pontos centrais.
Máquinas começam a substituir determinadas ações, permitindo que se fosse reordenada as função de cada um.

Segunda Revolução Industrial (1850 – 1945)

O movimento iniciado em todo território inglês ultrapassou suas fronteiras, fazendo com que os novos conceitos de produção alcançassem outros países, como os vizinhos europeus, Alemanha e França, e também outros continentes, como americano e asiático.

As características principais da primeira revolução, como ferro, carvão e energia a vapor, dão lugar a nova fase, com aço, eletricidade e petróleo. O acesso a novas tecnologias permite que outras formas de produção fossem desenvolvidas, dando espaço para a criação da produção em massa e automatização de diversos processos, criando modos de organização como Fordismo e Taylorismo.

Houve o surgimento de industrias importantes para civilização, como a elétrica e química. As ferrovias tiveram suas expansões, aumentando as possibilidades dentro do setor da logística, levando ao aumento do mercado consumidor, um grande impacto para a sociedade em geral, além de grandes invenções como o avião.

Terceira revolução Industrial (1945 – 2011)

Essa fase é muito identificada pelo seu “boom” tecnológico, e principalmente o uso da tecnologia nos mais diversos setores. Campos como da genética, robótica, informática, telecomunicações e eletrônica são exemplos de campos que foram criados e potencializados.

A terceira revolução teve seu impacto atingido pela segunda guerra, principalmente em inovações que foram desenvolvidas durante todo seu andamento. Essas inovações tecnológicas visavam principalmente a redução de custos, aumento do lucro e qualificação da mão de obra.

O avanço tecnológico teve impacto principalmente no estreitamento do homem e da máquina. Reduziu-se a distância entre pessoas e novas informações, graças ao impacto da globalização.

Um grande destaque para esse período foi a consolidação da internet, invadindo os lares da população aliada a popularização dos computadores domésticos.

Outro grande destaque foi a criação do celular, dando inicio a era dos dispositivos móveis com grande importância para revolução que vinha a seguir.

Quarta revolução – Indústria 4.0 (2013 – dias atuais)

A quarta revolução industrial, a chamada Indústria 4.0, é a mais recente mudança na produção e nos processos organizacionais. Com a maturação de muitas ferramentas tecnológicas, houve uma adaptação e uma imersão de novas técnicas em direção as empresas.

O big data, Inteligência artificial, o Machine Learning, e a IOT são grandes ondas que puxam a corrente da nova revolução industrial. Seu grande pilar é a integração, que é a palavra chave de todo o conceito, é facilitar suas demandas, conduzindo empresas para um melhor aproveitamento dos seus recursos, diminuindo perdas e aumentando os lucros.

Máquinas conversando entre si, integração dos dados, e tomadas de decisões através de inteligência artificial, tudo isso faz com que a nova indústria otimize seu tempo, e traga melhores resultados, tornando-se praticamente um ecossistema industrial . O acompanhamento de seus dados se torna algo imprescindível, fazendo com que novas formas de gerenciamentos sejam estimuladas.

Business Intelligence

O acompanhamento de dados sempre foi muito importante para a tomada de decisão, e a utilização de ferramentas que orientem e facilitem esse processo, é só mais uma grande vantagem. Por isso, o Business Intelligence se tornou um fator preponderante em organizações integradas.

O Business Intelligence é basicamente um coletor, organizador e facilitador de análises. A ferramenta tem uma importância considerável quando se usada com bancos de dados integrados, permitindo que se tenha uma análise em tempo real das suas informações.

Através de dashboard e gráficos diversos, o BI possibilita ao gestor, uma análise muito mais visual, além de entregar suas informações de maneira organizada, dispensando o uso de planilhas e demais ferramentas manuais.

Business Intelligence e Indústria 4.0

Quando o conceito da Indústria 4.0 foi apresentado, inúmeros pontos para sua realização foram avaliados, e muito deles, vão ao encontro das principais funcionalidades do Business Intelligence, como a integração dos dados e sua visualização para uma análise mais profunda.

Levando em conta essa nova fase da indústria, o Business Intelligence se torna uma ferramenta muito importante para automação da sua demanda de análises. Os dados se tornaram um grande aliado para todas as decisões, visto que demonstram em números, aquilo que sua empresa tem realizado, e que pode indicar novos caminhos a serem percorridos.

As decisões ganham um grande apoio, suas estratégias são fortalecidas, e todo o seu negócio funciona integrado e em harmonia.

O futuro com a Industria 4.0

Com a Indústria 4.0 em pleno auge, é muito difícil falar em futuro ou em uma nova revolução. Com novas ferramentas sendo criadas, faz com que a ideia de integração e virtualização se estenda para além das máquinas, como no caso do Metaverso.

A tecnologia é uma grande aliada das organizações, e para empresas que buscam o sucesso de suas operações, é de suma importância a adaptação com essa nova realidade, buscando não só conviver, mas extrair suas vantagens em prol da sua empresa

0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Movtech é uma empresa catarinense que desde 2006 desenvolve sistemas estratégicos para uma gestão empresarial mais prática e eficiente

Navegue por categoria:

Navegue por tags:

Conheça nosso canal do Youtube clicando aqui

Vídeos tutoriais e informativos toda semana! Inscreva-se!

Inscreva-se na nossa newsletter